A menina do ônibus

Estava perdido na minha nova cidade tentando encontrar o ponto de ônibus que me levaria para faculdade:

– Nossa! Será que é nessa rua mesmo que eu entro?

Uma menina apareceu do meu lado com uma mochila nas costas, parecia ter uns 18 anos, sorriu e disse:

– Que calor! Espero pegar o ônibus a tempo!

Ela começou a atravessar a rua e fiquei pensando, “será que ela vai no mesmo ônibus”?

– Ei! Espera! Você vai pegar qual ônibus?

Ela gritou do outro lado da rua:

-VOU PEGAR O 702! É LOGO ALÍ NA ESQUINA!

Atravesso a rua bem depressa dizendo:

– Eu também! Estava perdido! Não sabia aonde ir!

– É fácil chegar lá! Vou te ajudar!

 O ônibus chegou ao ponto assim que chegamos, entramos e a menina ainda se manteve ao meu lado.

– Você é novo aqui? Onde você vai descer?

– Sou sim! Vou descer no centro, perto da faculdade de direito!

Ela sorri e disse:

– Eu também! Sabe qual ponto descer?

Respondo um pouco envergonhado:

– Não sei direito… sei que é perto…

Antes que eu pudesse terminar ela responde:

– Eu ajudo você!

Ficamos conversando e ela foi explicando os pontos de referência que eu deveria guardar para descer. Chegamos ao nosso destino e ela se despediu de mim dizendo:

– Sua faculdade é só atravessar a rua! – ela apontou para janela do ônibus e mostrou o prédio grande.

– Muito obrigada!

– Por nada!

Descemos do ônibus e a menina desapareceu no meio da multidão.

Passei o dia na faculdade nova, conheci várias pessoas e na hora de voltar para casa lembrei que não sabia se pegava o ônibus no mesmo ponto. Saí da faculdade e avistei a menina do outro lado da rua, achei muita coincidência e gritei:

-EI! VOCÊ DE NOVO?

Ela sorri e eu atravesso a rua e pergunto novamente:

– Você vai voltar no 702? Estou perdido novamente.

– Vou sim! Então vamos atravessar a rua novamente, o ponto de volta é em frente à faculdade!

Atravessamos a rua e ela olha para mim bem séria disse:

– Não se esqueça disso! É muito perigoso pegar o ponto errado! Você pode descer em algum lugar e nunca mais voltar!

Entramos no ônibus e perguntei:

– Descemos no mesmo ponto que pegamos?

– Sim! Você aprendeu?

– Sim! Muito obrigada! Ainda bem que você estava aqui hoje!

Ela olhou para mim com uma expressão bem triste, abaixou a cabeça e começou a se afastar.

Uma senhora que estava passando no corredor do ônibus esbarrou em mim e deixou suas sacolas cair no chão, me levantei para ajudar e quando procurei a menina ela havia desaparecido.

Cheguei ao meu ponto e não encontrei mais a menina, fui direto para casa lembrando o caminho que peguei mais cedo. Chegando lá tomei um banho e depois fui assistir TV.

Estava passando o Jornal da noite e a repórter começou a falar:

“Neste mês completam 7 anos da terrível história da Naiara. A garota de apenas 18 anos na época, pegou o ônibus 702 e nunca mais voltou para casa. Até hoje os familiares e polícia não sabem o que aconteceu com a adolescente e ela está desaparecida”.

O jornal divulga a foto da Naiara e fico assustado:

– Meu deus é a menina do ônibus!

A repórter volta a falar:

“Acabamos de receber uma nova notícia da polícia sobre o caso. Tudo indica que os restos mortais encontrados neste final de semana na construção do novo Shopping pertencem a Naiara. Finalmente a polícia terá meios de investigar este caso…”

Antes que ela terminasse de falar eu desliguei a TV e fui dormir muito assustado. Eu com certeza tinha visto uma assombração, e ela pode ter salvado a minha vida.


Ilustrador: Brendom Rodarte

Escritora: Nathália Santos

Para seguir o nosso trabalho no Instagram:

nathaliaesantos_

rodarthb

2 comentários sobre “A menina do ônibus

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s