A tão sonhada tatuagem

– Olá! Seja bem-vindo ao PowerGirlTattoo! Você é o cliente das 14:00 horas?

Todo empolgado respondo:

– Sou sim!

– Parabéns por ter ganhado o sorteio! Já pode ir subindo, é na primeira sala depois que subir as escadas! A Bruna está esperando por você!

Agradeço a secretária e subo as escadas pensando. “Aí meu deus! Vou tatuar com a Bruna! A tatuadora mais famosa do país, ninguém consegue copiar seu estilo, ela é única!”. Entro na sala e lá estava uma mulher bem alta, com longos cabelos azuis, toda tatuada me esperando:

– Meu deus! É você mesmo! A Bruna! Nem acredito que estou aqui!

Ela começa a sorrir e diz:

– Sou eu! Fico feliz com essa empolgação toda! Está pronto para começar?

– Estou muito empolgado para começar! – já vou dizendo isso me deitando na maca.

– Então Flávio, o famoso ganhador do sorteio, onde será feita essa tatuagem?

– Será no peito! – Já tiro a camisa.

Ela começa a rir da minha empolgação novamente e me entrega uma folha com um desenho:

– Que tal? Você disse que queria tatuar uma índia quando ganhou o sorteio, espero que tenha gostado!

Eu fiquei encantado com o desenho, era o rosto de uma índia tão delicado, parecia de uma criança, até lembrava um pouco o rosto da própria tatuadora e seu cabelo tinha pequenas penas também bem delicadas.

– Eu amei! Suas tatuagens são fantásticas!

– Muito obrigada Flávio! Então, vamos começar!

Ela colocou três potinhos de tinta, achei estranho e perguntei:

-Por que está usando tinta vermelha? A tattoo não é toda preta?

– É pra dar vida, pode ser?

– Claro, a artista é você!

– Ela marcou o desenho no meu peito e começou a traçar, acho que umas 6 horas depois o desenho já estava quase todo pronto, só faltava terminar o rosto. Achei engraçado que essa era a primeira tatuagem que não senti dor alguma:

– Nossa Bruna, essa é a primeira tatuagem que não sinto dor!

Ela não respondeu, tinha parado de fazer a tatuagem e estava acendendo umas velas vermelhas em volta de mim. Depois ela pegou um livro velho que estava na mesa no canto do quarto e começou a dizer umas palavras estranhas em outra língua:

– O que está acontecendo?

Ela continua sem responder e volta a fazer a tatuagem novamente. Quando ela começou a fazer o rosto, senti uma dor muito grande, parecia que meu peito estava sendo rasgado, começou a sair muito sangue e a Bruna continuava dizendo palavras estranhas:

– O que está acontecendo? Para! Está doendo muito!

Ela continuava sem responder. Comecei a pedir por socorro:

– Socorro! Socorro! Para! Socorro!

Eu tentei levantar, mas a dor era demais, não conseguia me mexer. Quando ela terminou de tatuar o rosto eu apaguei. Acordo assustado, não entendia o que estava acontecendo. Estava tudo normal, a dor e o sangramento haviam passado, tento me levantar para ver a tatuagem no espelho, mas meu corpo não responde. Escuto uma voz de criança saindo da minha boca:

– Ma……mãe? Que saudades!

Sinto que estou me levantando. Meu corpo se movimenta na direção da Bruna e a abraça:

– Olá filha!A mamãe trouxe você de volta! Está vendo! Mais uma pessoa com seu rosto tatuado na pele!

A voz de Criança sai do meu corpo novamente:

– Será que dessa vez eu vou conseguir ficar para sempre? Estou me sentindo mais forte dessa vez, ele nem está me incomodando.

– Espero que sim! Mas se não der certo vamos ter que descartar mais um e tentar novamente!

Quando escuto isso, começo a gritar desesperadamente por socorro, mas nenhuma voz saiu.

Meu corpo já não era mais meu.


Ilustrador: Brendom Rodarte

Escritora: Nathália Santos

Para acompanhar o nosso trabalho no Instagram:

@nathaliaesantos_

@rodarthb

2 comentários sobre “A tão sonhada tatuagem

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s