Torta de limão: A melhor torta do mundo!

“Triture o biscoito de maisena em um liquidificador ou processador.

Junte a margarina e bata mais um pouco.

Despeje a massa em uma forma de fundo removível”

Dizia o programa de culinária matinal quando de repente chega a minha esposa:

 – Feliz Aniversário meu amor! Olha a surpresa!

Acordo com minha mulher me desejando parabéns com uma belíssima torta em uma bandeja:

– Obrigada meu Amor! Como você adivinhou? Estava passando uma receita disso agora na TV.

– Sabia que você ia gostar e para ficar ainda melhor é torta de limão! Sua preferida!

– Você é a melhor esposa do mundo!

Pego a torta e dou uma mordida. Parece que já comi essa torta em algum lugar, pergunto:

– Essa torta foi feita nessa padaria perto de casa?

Continuo comendo, estava muito gostosa, tinha muito tempo que não comia uma torta de limão tão boa, a última vez que comi uma assim, foi…

na minha infância!

– Essa torta é de uma loja nova que abriu no centro da cidade! Está fazendo o maior sucesso, vendem tortas de vários sabores e são todas deliciosas!

Termino de comer e continuo achando-a muito familiar, mas não conseguia me lembrar o porquê:

– Vamos passar nessa loja comigo antes de ir para o trabalho? Essa torta é realmente muito deliciosa! Quero mais!

– Mas você não vai se atrasar na delegacia? Você é sempre o primeiro policial a chegar lá!

– Mereço outra torta! E hoje é meu aniversário, não vão se importar.

Ela começou a sorrir e fomos para essa tal loja de tortas, chegando lá o cheiro do lugar confirmou a minha lembrança da infância:

– Nossa o cheiro desse lugar! Tem o cheiro da minha rua na infância!

– É mesmo? Que estranho!

Pedimos várias tortas de sabores diferentes para experimentar, mas a torta de limão sempre me fazia lembrar de alguma coisa na infância:

– Existia uma vizinha na minha rua que fazia umas tortas maravilhosas! A principal era de limão, era a melhor torta do mundo!

Vejo que minha mulher não escutou nada do que eu disse, ela estava prestando atenção ao noticiário na TV da loja:

– Você está sabendo disso? Já é a quinta pessoa que desaparece na cidade e até agora não acharam nenhum dos corpos.

Quando minha mulher disse isso estava terminando mais uma fatia da torta de limão e lembrei o porquê ela era familiar:

– É isso! Preciso achar a dona desse lugar!

Levanto depressa do lugar onde estávamos sentados, tiro a minha arma da cintura, minha mulher pergunta assustada:

– O que está acontecendo? Aonde você está indo?

– Eles estão aqui!

Saio andando depressa em direção a atendente que estava no balcão da loja e já chego apontando minha arma e mostrando meu distintivo de policial:

– ONDE ESTÁ A DONA DESSE ESTABELECIMENTO! AQUI É A POLÍCIA E ESTOU MANDANDO VOCÊ ME DIZER AGORA!

– Ela está no porão da loja! Não posso ir lá!  

Ela aponta uma porta lá no fundo da cozinha, vou em direção a porta e vejo que estava trancada, pego uma cadeira da loja e começo a quebrar a porta. Minha mulher estava desesperada:

– VOCÊ FICOU LOUCO! O QUE ESTÁ ACONTECENDO?

Vejo que era uma porta diferente, parecia muito pesada e vedava completamente a abertura. Depois de muito esforço consigo arrombar a porta e desço as escadas correndo, chegando lá dou de cara com a minha vizinha, que fazia tortas maravilhosas e seu filho. Do lado deles haviam cinco corpos, eram as pessoas que estavam desaparecidas:

– SÃO VOCÊS! SABIA QUE ERAM VOCÊS! ERA IMPOSSÍVEL EU ESQUECER!

Comecei a gritar com eles, apontando a arma o tempo todo para que nem pensassem em fugir:

– VOCÊS ESTÃO PRESOS! EU SOU POLICIAL AGORA!

A vizinha me reconheceu:

– É você!!!! O pestinha que nos entregou! Eu fiz uma bela torta de limão para calar sua boca por ter visto sangue no meu carro e mesmo assim você abriu essa sua maldita boca! Tive que fugir com meu filho para não mofar na cadeia, acabando com o nosso negócio de vender órgãos.

Minha mulher já estava atrás de mim e eu não tinha percebido:

– É por isso que você reconhece a torta de limão!

A única coisa que consigo responder:

– Liga para a minha equipe! Avisa que encontrei os corpos e estou com os culpados encurralados. Preciso de reforço urgente!


Ilustrador: Brendom Rodarte

Escritora: Nathália Santos

Para seguir o nosso trabalho no Instagram:

@nathaliaesantos_

@rodarthb

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s